[Resenha] TEARS ÖF RAGE - Tears of Rage (2015)



O TEARS ÖF RAGE lançou seu debut álbum 2015, depois de algumas demos e singles, a banda finalmente lançou seu primeiro álbum, o ”Tears of Rage”, no dia 19 de Dezembro de 2015 no tradicional evento NDM2015. 

O álbum foi gravado Digital Master sob a tutela do esperiente JULIANO BOZ e não preciso dizer que a produção ficou expecional, tanto é, que foi eleito o melhor álbum de Caxias do Sul na votaçao popular dos Melhores do Ano pelo site Heavynroll e ainda ficou entre os melhores na votação de nível nacional.

Mas os mérito também recaem sobre a banda, já que são músicos que demonstram bom gosto e técnica apurada na execução das faixas do play. As influências do TÖR são facilmente identificáveis, o Heavy Metal tradcional, passeando por referências a bandas como MERCYFUL FATE (talvez a maior delas), JUDAS PRIEST, GRAVE DIGGER e IRON MAIDEN.

E Vamos aos destaques:

Destaques

"Walk in the Valley of the Shadows of Death" - Uma ótima escolha para abrir o CD. A música posui uma uma energia contadiante e um refrão bem sacado. Ela começa sobria e logo depois a pancadaria corre solta. Lembra muito os primórdios do MERCYFUL FATE. E aqui, de cara CLEBER DOS REIS mostra os seus priveligiados dotes vocais. Pra quem conhece a banda a mais tempo sabe que esta musica era bem mais longa do que agora. Com certeza esta nova versão ficou muito melhor.

"Devil´s Child" - É outro grande momento deste trabalho. Com uma levada empolgante, tive a oportunidade de comprovar que funciona muito bem ao vivo. Destque para as harmonizações do guitarrista LUAN MUSSOI.

"Tears of Rage" - Ja é um clásico por aqui, não só por levar o nome da banda, mas por ser uma música já antiga relativamente a idade da banda e também por ser muito boa e com um refrão grudento e empolgante. Destaque para as ótimas linhas de bateria de GUILHERME ADAMATTI, surpreendendo a cada minuto com pequenos mas bem sacdos detalhes saindo do “papo reto” da batida.

"Eternal Torment" - A influência de IRON MAIDEN (era Blaze Bayley) aparece com tudo nesta faixa. A parte mais legal desta música é exatamente o refrão, com frases catadas em coro, ficou muito legal. 

Collapses in Paradise” - É outra velha conhecida de quem acompanha a banda. Ela também segue a linha MAIDEN e conta com um ótimo refrão, uma música empolgante e recheda de bom gosto em sua levads e rifs. O peso do baixo de CRISTIAN PORTO dá as cars por aqui de forma bem evidente.

Tears of Rage”, na real, não decepciona em nenhuma de sua 8 faixas. Além disso, quem tem aversão física do trabalho, percebe que houve uma preocupaçao muito grande com a qualidade do produto. O encarte é bem feito e com uma arte primorosa assinada pelo talentoso MAICON ALMEIDA. Recomendadíssimo!!


NOTA - 9,5
====================================
Tracklist
01. Walk In The Valley Of The Shadows Of Death 
02. Devil’s Child 
03. Tears Of Rage 
04. Vengeance 
05. Across The Bridge 
06. Eternal Torment 
07. Collapses In Paradise 
08. Curse Of Eternity


Formação
Cléber dos Reis - voz, guitarra
Luan Mussoi - guitarra, vocal
Criatian Porto- baixo
Guilherme Adamatti - bateria